pßgina inicial
nossos produtos
espašo mulher
espašo crianša
cartŃo virtual
papel de parede
receitas
saiba mais sobre o aš˙car
fale conosco
nossa empresa
 

Saúde: cuidados com o ar seco e a poluição



 
 

A baixa umidade do ar e a poluição incomodam as pessoas, mas é a criançada que mais sofre nesta época do ano. As mães têm de ficar atentas a uma série de cuidados com os filhos dentro de casa, já que na rua eles estão mais expostos a adversidades. Com o clima muito seco aliado ao calor e à poluição, a criança se depara com mais desconforto e vários problemas respiratórios.

O pediatra Márcio Donegá afirma que a principal conseqüência da baixa umidade do ar e da poluição é o comprometimento da mucosa respiratória, que é afetada tanto na sua função de depuração ou filtração quanto na defesa contra partículas e microorganismos inalados. "Além disso, o ar seco e a poluição agem como irritantes da mucosa. Em conseqüência, vão ocorrer quadros de sangramentos nasais, amidalites, faringites e sinusites mais freqüentes", diz.

Algumas medidas podem ser tomadas para minimizar o mal-estar das crianças. O pediatra sugere a umidificação do ar dentro da casa. Além dos umidificadores à venda no mercado, há também medidas caseiras, como colocar toalhas úmidas nas janelas ou nas grades dos berços, por exemplo.

Os olhos também podem ser afetados nessas condições, ficando vermelhos e lacrimejantes. O ar seco e a poluição fazem com que a conjuntiva (membrana mucosa que forra a parte externa do globo ocular e a parte interna das pálpebras) fique irritada causando até mesmo conjuntivite. O recomendado é lavar freqüentemente os olhos com água boricada.

Tomadas as medidas iniciais, se o mal-estar e as dificuldades respiratórias da criança persistirem, o ideal é procurar um médico.

  Mais textos:
Em dia com o coração
Como evitar riscos com brinquedos
Cuidados com os pés
Consciência energética e qualidade de vida
Cromoterapia: energia das cores
Combate ao câncer
Menopausa
Como lidar com a TPM
Saúde Bucal

. espaço mulher .